A Petrobrás não dá prejuízo para os brasileiros. Pelo contrário!

Você já parou para pensar como é importante e positivo para o brasileiro ter a Petrobras estatal e forte? Principalmente porque depois da descoberta do Pré-sal, nossa empresa tornou-se uma das maiores do mundo!

A importância da estatal ficou ainda mais evidente quando, a partir de 2007, o Governo Federal assumiu uma política de ampliação dos investimentos em capacidade produtiva, tecnológica e engenharia.

O objetivo sempre foi desfrutar das oportunidades criadas pela descoberta do Pré-sal e, além disso, aumentar a produtividade do refino no Brasil.

Uma coisa é certa: para o Brasil, é bem melhor ficar com a Petrobras!

Alguns números

:: De 2003 a 2013, a Petrobras teve lucro líquido de R$ 359,2 bilhões (corrigido pela inflação esse valor passaria de R$ 664 bilhões!)

:: A Petrobras terminou 2019 reduzindo sua dívida líquida em 12%;

:: Investimentos somaram US$ 2,6 bilhões, sendo 82% em atividades de exploração e produção;

:: Nos campos do pré-sal, a produção cresceu 12,7%, com 1,17 milhão de barris de petróleo por dia no fim do ano passado;

:: A Petrobrás não dá prejuízo. É a maior empresa do Brasil e sempre esteve longe do risco de falência;

:: A estatal é uma grande geradora de caixa, entre 2012 e 2017, por exemplo, a geração se manteve estável: entre US$ 25 e 27 bilhões por ano;

:: Não é verdade que a Petrobrás teve prejuízos durante a política de preços dos combustíveis abaixo do mercado internacional, entre 2011 e 2014, época em que o preço do petróleo se manteve elevado.

O brasileiro paga por algum prejuízo da Petrobras?

Não.

Historicamente, a Petrobras atua no setor de óleo, gás natural e energia. Ela é e sempre foi uma grande geradora de caixa.

É comum em empresas que investem no desenvolvimento nacional ampliar o leque de alternativas. E com essas novas possibilidades de negócio, há um período de maturação dos mesmos.

Em empresas globais, como é o caso da Petrobras, os segmentos de exploração e produção, refino, comercialização, transporte, petroquímica, distribuição de derivados, gás natural, energia elétrica, gás-química e biocombustíveis se complementam na cadeia produtiva.

Significa dizer que, caso um segmento dê prejuízo, o outro, lucrativo, cobre essa despesa. Não é o povo brasileiro que paga. São contabilidades completamente previstas e controláveis.

Hoje o patrimônio dos brasileiros é de:

:: 113 plataformas;

:: 13 refinarias (dessas, oito estão à venda);

:: De derivados, ela produz 1 milhão 765 mil barris/dia;

:: Tem frota de 123 navios (próprios e afretados);

:: 7.719 km de oleodutos;

:: 9.190 km de gasodutos;

:: 5 unidades de produção de biocombustíveis;

:: 20 usinas termelétricas operando;

:: 4 usinas de energia eólica;

:: Uma usina de energia solar;

:: Os investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação aumentaram de R$ 2 milhões no final de 1998 para R$ 2 bilhões em 2018;

:: Entre 1998 e 2018, esse volume total foi de R$ 15,37 bilhões;

:: São 64 mil trabalhadores e 600 mil acionistas envolvidos.

.

É verdade que a Petrobras operou, por um curto período, ”no vermelho”. Tudo isso impulsionado por fatores externos, como: crise internacional do petróleo (que elevou muito o preço do petróleo no mundo) e altos investimentos para o desenvolvimento de novas tecnologias para exploração do Pré-sal.

E o retorno desses investimentos já chegaram rapidamente, contribuindo para os altíssimos lucros em 2018 e 2019.

Ela continua sendo a maior empresa do Brasil e líder mundial na exploração de petróleo em águas profundas.

Gera benefícios para saúde, educação e meio ambiente, além de arrecadação com impostos, ICMS e royalties para União, estados e municípios.

Na verdade, quem terá prejuízo com a privatização da Petrobras será o Brasil e os brasileiros. Caso o atual Governo Federal privatize tudo que ela proporciona, irá passar nosso lucro para investidores de outros países e não para a nossa população.

Veja também Manter a Petrobras estatal é pensar em segurança ambiental

Compartilhe a nossa campanha no Facebook

Siga-nos no Instagram

Passado, Presente e Futuro: A Petrobras é tudo isso e muito mais

Os royalties da Petrobras são essenciais
Os royalties da Petrobras são essenciais
Você sabia que a Petrobras paga à União (Governo Federal), estados e municípios um valor em dinheiro para ter o direito de explorar o petróleo. Essa espécie de compensação leva...
Como a Lava Jato foi usada para quebrar a Petrobras
Como a Lava Jato foi usada para quebrar a Petrobras
Em 2014, a Operação Lava Jato chegou à Petrobras para investigar indícios de esquemas de corrupção que supostamente envolveriam empreiteiras, fornecedores, políticos, agentes de lavagem de dinheiro e altos escalões...
Petrobras leva responsabilidade social a sério
Petrobras leva responsabilidade social a sério
A Petrobras possui sólidos programas de responsabilidade social e ambiental. Esses projetos têm como objetivo diminuir ao máximo os impactos de sua atividade econômica nas comunidades onde atua, buscando sustentabilidade...