Para o Brasil, o petróleo é essencial. Para a educação pública, ele é ainda mais

petróleo e educação

Investir em educação é criar um futuro melhor para a população.

É assim em qualquer país do mundo, e deve ser assim no Brasil também.

E depois que a Petrobras descobriu o Pré-sal (enormes campos de petróleo abaixo da camada de sal no fundo do oceano) isso se tornou ainda mais possível.

Desde 2006, quando o Pré-sal foi descoberto, o Brasil passou de 13° para 4° país no mundo em jazidas de petróleo. Nesse período, muito se discutiu sobre o destino dos recursos vindos dessa exploração e da produção.

Logo se imaginou que assim que o petróleo começasse a ser extraído, processado e comercializado pela Petrobras, haveria investimento pesado em creches, escolas e universidades, melhorias nas estruturas das universidades públicas, nos salários dos professores e mais investimento em ciência e tecnologia.

Afinal, parte das atribuições de uma empresa estatal é dar retorno imediato à população.

 

Petróleo e educação estão conectados

Tudo passou a ser planejado.

Em 2010, foi criado o Fundo Social do Pré-sal (Lei 12.351), considerado o maior financiamento da educação brasileira na história, com projeções apontando para mais de 84 bilhões de reais destinados à educação até 2022! Uma média de R$ 7 bilhões ano.

Os recursos vindos da Petrobras pós Pré-sal deveriam ser fonte de renda para o desenvolvimento social e regional. Isso por meio de programas de combate à pobreza, em benefício da educação, cultura, esporte, saúde pública, ciência e tecnologia e meio ambiente.

Já em 2013, foi aprovada a Lei 12.858, também chamada “Lei dos Royalties do Petróleo” (royalties são valores pagos pelas empresas produtoras aos governos para ter direito à exploração), que determina 75% dos royalties do Pré-sal para educação e os outros 25% para saúde, além do indicativo de 50% do Fundo Social destinado prioritariamente à educação básica pública.

Fica claro que os recursos para a educação existem.

Porém a Lei 13.365 de 2016 foi criada para autorizar que o petróleo brasileiro passasse a ser negociado em benefício das grandes empresas estrangeiras no setor. Essa Lei revoga a obrigatoriedade da participação da Petrobras na exploração do petróleo da camada pré-sal, alterando o regime de partilha.

Era o início do projeto de entrega das riquezas brasileiras para multinacionais.

Na prática, a Petrobras deixa de ser operadora única do Pré-sal, colocando em risco a soberania do Brasil na exploração do petróleo. Consequentemente, isso impacta no destino dos recursos para fins públicos, já que a iniciativa privada não tem compromisso social. E nunca terá por sua própria natureza.

O Brasil de hoje pode enterrar em águas profundas o “passaporte para o futuro”, entregando recursos do petróleo para acionistas em vez de investir em educação.

 

Compartilhe nossa campanha no Facebook

Siga-nos no Instagram

Passado, Presente e Futuro: A Petrobras é tudo isso e muito mais

Privatizar a Petrobras garantiria melhora na qualidade dos serviços e reduziria o preço do combustível?
Privatizar a Petrobras garantiria melhora na qualidade dos serviços e reduziria o preço do combustível?
Pessoas que defendem a ideia de privatizar a Petrobras e outras estatais geralmente usam argumentos como: “Se privatizar, teremos mais eficiência nos serviços”. “Vai baratear os produtos”. Até parece que...
Conclusão de obras de refinarias paradas reduziria os preços dos combustíveis
Conclusão de obras de refinarias paradas reduziria os preços dos combustíveis
Desde 2016, a Petrobras tem priorizado a venda de petróleo cru e a compra de produtos refinados importados. Junto a isso, os governos Temer e Bolsonaro optaram por uma política...
Como um conflito entre EUA e Irã pode afetar o Brasil (que está reduzindo o refino de petróleo)
Como um conflito entre EUA e Irã pode afetar o Brasil (que está reduzindo o refino de petróleo)
Um ataque dos Estados Unidos (EUA, autodenominada a “maior potência do planeta”) no Iraque (país do Oriente Médio) mata o principal chefe militar do Irã (quinto maior produtor de petróleo...