Governo segue desmanchando a Petrobras: alvo agora é a Gaspetro

O governo brasileiro continua seu projeto de desmonte da Petrobras. O alvo agora é a Gaspetro, subsidiária do setor de distribuição de gás natural, cujo processo de venda da participação foi retomado em maio de 2020.

O processo avançou enquanto o país passa pela pandemia de Covid-19 e teve problemas recentes com desabastecimento de gás e alta nos preços.

A Petrobras possui 51% da companhia (os outros 49% pertencem à Mitsui Gás e Energia do Brasil, empresa da holding japonesa Mitsui) e fez análise e habilitação de potenciais compradores da companhia na primeira quinzena do mês.

A Gaspetro tem participação societária em diversas distribuidoras de gás natural em várias regiões do país. Em 2019, distribuiu em média 29 milhões de metros cúbicos de gás por dia, atendendo cerca de 500 mil clientes com uma rede de mais de 10 mil quilômetros de gasodutos.

A venda da Gaspetro faz parte da estratégia de desinvestimentos da Petrobras, que desmonta a estatal ao se desfazer de subsidiárias estratégicas e tem como objetivo transformar a empresa em uma mera extratora e exportadora de petróleo cru.

Direção diz que venda aumentará valor, mas não é verdade

Segundo a estatal, a medida teria como objetivo melhorar alocação de capital da empresa e ampliar valor para seus acionistas. Porém, esse argumento não é verdadeiro.

O valor que poderá entrar com a transação, quase certamente subdimensionado por causa da crise internacional do petróleo, irá engordar os balanços da Petrobras em 2020 e passar uma falsa sensação de lucratividade.

Porém, a médio prazo diminuirá a capacidade da empresa em lucrar com produtos diferenciados, o que pode significar perda de valor de mercado.

O Brasil não pode abrir mão de setores estratégicos. Essa fatura irá chegar no futuro, e quem pagará serão os brasileiros.

 

Compartilhe a nossa campanha no Facebook

Siga-nos no Instagram

Passado, Presente e Futuro: A Petrobras é tudo isso e muito mais

Quem ganha e quem perde com a privatização da Petrobras?
Quem ganha e quem perde com a privatização da Petrobras?
Existem alguns indícios de que privatizar a Petrobras não é lá uma coisa muito interessante. Então, qual a real razão para vender uma empresa que registrou lucro líquido de R$...
O uso do petróleo vai acabar em breve?
O uso do petróleo vai acabar em breve?
Ao perceberem o leve aumento de veículos híbridos (que funcionam com motores à combustão e com eletricidade) circulando pelas grandes cidades brasileiras, ou de carros elétricos (que estão mais presentes...
A Petrobras é produtiva? É sim, senhor!
A Petrobras é produtiva? É sim, senhor!
Imagine você que na década de setenta, a Petrobras produzia 41 mil barris de petróleo por dia. Nesse período, durante a ditadura militar, ainda se descobria, no Brasil, as possibilidades...