Petrobras: responsabilidade social na prática

A responsabilidade social é um termo comum quando se fala de negócios. Uma empresa socialmente responsável tem ganhos indiscutíveis para sua imagem.

Para alguns, ações podem não passar de mero discurso. No caso da Petrobras, a responsabilidade social está completamente inserida nas práticas organizacionais e não é algo da boca para fora.

A atividade petrolífera é uma das mais arriscadas, tanto ambientalmente como socialmente. No entanto, todo o conjunto de boas práticas da Petrobras faz com que a estatal esteja sempre entre as empresas do ramo mais limpas e sustentáveis do planeta.

Desde a sua fundação, em 1953, a Petrobras investe em projetos sociais e de desenvolvimento sustentável. E o tempo serviu para que as práticas se aprimorassem e se tornassem mais amplas. Curiosamente, o conceito de responsabilidade social (obrigação para como a sociedade e uma forma das empresas terem maior participação dentro dela) surgiu na mesma época.

A Petrobras é referência nacional em apoio a três segmentos: social, cultural e ambiental. No social, ela visa contribuir para o desenvolvimento do país, além do econômico, abraçando ações e projetos que buscam reduzir a desigualdade social, favorecendo a cidadania e apoiando comunidades próximas às unidades, também incentivando o trabalho voluntário de seus trabalhadores.

 

Desenvolvimento sustentável

Com soluções tecnológicas, a Petrobras faz do desenvolvimento sustentável uma prática contínua. Assim, como por exemplo no reuso de mais de um terço da água utilizada em seus processos industriais com planos de chegar a mais da metade nos próximos anos, é algo incrustado na filosofia de trabalho, estando em constante aperfeiçoamento.

Investimentos representativos são encaminhados para esta área, mobilizando toda a companhia. Foi assim que em 2002 foi premiada pela primeira vez como a companhia de petróleo com menos volume de agressão ambiental no mundo.

 

Processo contínuo

Em 2003, ao assinar o Pacto Global da ONU – cujos princípios estão relacionados a Direitos Humanos e práticas de trabalho –, a Petrobras intensificou suas ações sociais, criando parcerias com estados, municípios, Organizações Não-Governamentais (ONGs) e Universidades. O leque de políticas se ampliou de maneira substancial.

Em 2010, aderiu aos Princípios de Empoderamento da ONU Mulheres (7 princípios que tratam da promoção da igualdade entre homens e mulheres no mercado de trabalho e na sociedade). Nesse mesmo ano, assinou a Declaração de Compromisso Corporativo no Enfrentamento da Violência Sexual de Crianças e Adolescentes, em favor à proteção dos direitos da criança e do adolescente.

Em 2015, a Petrobras assinou o Pacto Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo.

Em novembro de 2018, a estatal aderiu à Iniciativa Empresarial pela Igualdade, proposta pela ONG Afrobras e pela Faculdade Zumbi dos Palmares (são 10 compromissos que visam o respeito e a promoção da igualdade racial, igualdade de oportunidades e tratamento justo a todas as pessoas).

A política de responsabilidade social da empresa inclui uma transição para uma matriz energética de baixo carbono. É um pensamento de médio e longo prazo que dificilmente é visto em empresas privadas.

Por ser estatal, as práticas sociais da Petrobras se unem ao objetivo institucional porque ela não busca o lucro acima de tudo (e mesmo assim sendo altamente lucrativa).

Este é mais um motivo para a Petrobras ser do povo e continuar sendo: ajudar o Brasil a ter um desenvolvimento sustentável do ponto de vista social e ambiental.

 

Compartilhe a nossa campanha no Facebook

Siga-nos no Instagram

 

Passado, Presente e Futuro: A Petrobras é tudo isso e muito mais

Recursos de royalties do Pré-Sal ajudam cidades no combate à Covid-19
Recursos de royalties do Pré-Sal ajudam cidades no combate à Covid-19
Cidades que criaram fundos soberanos com parte do dinheiro recebido dos royalties vindos do Pré-Sal estão entre aquelas que apresentam melhores ações no combate à Covid-19, doença causada pelo Coronavírus...
Por que o Brasil ainda importa derivados de petróleo?
Por que o Brasil ainda importa derivados de petróleo?
Apesar de possuir uma das maiores reservas de petróleo do mundo – o Pré-sal – o Brasil ainda importa derivados de petróleo. Uma das principais razões é a não valorização...
9 fatos que comprovam que a Petrobras está deixando de ser uma empresa integrada
9 fatos que comprovam que a Petrobras está deixando de ser uma empresa integrada
As principais empresas petrolíferas do mundo vão muito além da extração: é também refino, distribuição do petróleo e derivados, busca por novas fontes energéticas e diversificação de atividades. Integrar essas...